Conheça a história do biquíni + solução do mistério

Gente, estamos no início da primavera mas as mulheres já começam a se preparar para o verão, que logo logo bate a porta exigindo corpo em dia para desfilar na praia. Para aproveitar que o sol voltou a brilhar em São Paulo e ir entrando no clima de verão, que tal um pouco de história da moda?

A história do biquíni não tem um começo feliz a beira mar. Muito pelo contrário; em julho de 1946, militares americanos retiraram 10 mil moradores do Atol de Bikini, nas Ilhas Marshall, pois fariam ali testes com bombas nucleares. Alguns deles foram para ilhas no sul do Pacífico, onde acabram sofrendo os efeitos colaterais da radiação. Para que os médicos americanos pudessem examinar as pessoas, que estavam completamente nuas já que a radiação havia destruído suas roupas, os militares usaram folhas de exemplares velhos do jornal The New York Times para cobrir pelo menos as partes íntimas dos doentes. Sim, foi daí que um estilista francês teve a ideia do biquíni.

Claro que isso foi um escândalo para a socieade da época, que só começou a se interessar pelo pequenino traje de banho quando ele conquistou as telas de cinema. Na década de 50, Marylin Monroe, Brigitte Bardot e principalmente Úrsula Andress, a primeira bond girl, foram essenciais para a aceitação do biquíni, que, por aqui, ficavam cada vez menores…

Nos anos 70 foi criada a tanga, aqui no Rio de Janeiro. Na década de 80 vieram o lacinho, o cortininha (que até hoje é preferência nacional) e o enroladinho, que tinha as laterais da calcinha retorcidas. Para encerrar a década, o minúsculo fio-dental deu o ar de sua graça nas praias brasileiras.

Dos anos 90 para cá a evolução do biquíni parou de acontecer no tamanho e foi para os tecidos, que ficaram cada vez mais tecnológicos. Tecidos cortados a laser e que ofereciam proteção contra raios ultra-violeta começam a entrar em cena. Grifes brazucas como Cia Marítima, Lenny, Movimento, Rosa Chá e Salinas ganham posição de destaque no mundo inteiro. Nisso somos referência mesmo!

Bacana não é mesmo? Então mergulhe já nas tendências de verão! Olha só o que já passou por aqui:

 

E a resposta do “mistério” do dia. Hoje resolvi entrar nesse clima praiano e tal…e estou usando uma canga como echarpe! Quem adivinhou?

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s