Crônica fashion: biblioteca, hemeroteca, ‘revistoteca’

Domingo, além de ser dia de Crônica Fashion, é dia de…de…faxina, claro! É aquele único dia em que a gente para em casa, olha ao redor e percebe que está dormindo no olho do furacão, tamanha a bagunça que se instalou no seu quarto. Ou seja, é hora de colocar aquela roupa confortável, prender o cabelo em um rabo de cavalo alto e colocar as mãos a obra!

E se tem uma coisa que eu não consigo ver desorganizada por muito tempo é a minha biblioteca. Ou melhor, meu projeto de biblioteca, que consiste em algumas prateleiras dentro do meu quarto mesmo. Tenho uma história com cada livro guardado aqui e, sério, não consigo me desapegar. Quando estava na primeira série do ensino fundamental, cada aluno ganhou um livro. O meu se chamava A menina da garrafa verde. Ou melhor, ainda se chama pois ele continua em exibição na minha prateleira. E em perfeito estado, viu?

foto (7)

 

‘A menina da garrafa verde’, um dos meus primeiros livros, com uma parte da biblioteca e a minha coleção de Elle’s, abaixo

Só que como se não bastasse eu ser a louca dos livros (principalmente dos livros de moda), também sou a louca das revistas. Assino cinco revistas, mas compro MUITAS outras ao longo do mês. E também tenho sérios problemas para me desapegar delas também. Principalmente das gringas. Ah, fala sério né: pagar R$ 30 em uma revista para jogar fora? Ou guardar de qualquer jeito? Ou recortar?!

Não que eu nunca tenha recortado uma revista. Aliás, já recortei várias, pois considerando a quantidade de revistas que eu consumo mensalmente, já teria ocupado minha casa inteira com elas há pelo menos dois anos atrás. Para evitar que isso aconteça, mantenho uma pequena hemeroteca, uma coleção de notícias de jornais e revistas recortadas guardadas em pastas. Sabe quando a gente é adolescente e “faz pasta” do artista que a gente gosta? Pois é, é isso, só que como se eu fosse muito fã da moda.

foto (9)

 

Minhas pastas de notícias exibindo algumas musas: Audrey Hepburn, Kate Middleton e Regina Guerreiro

Agora, com tudo organizado e no lugar, posso descansar com a certeza de que, quando me der um branco de ideias para escrever aqui ou no trabalho, posso recorrer aos meus arquivos! E isso me faz mais feliz do que um sapato novo, com toda a certeza!

foto (8)

Não reparem nas tomadas e nos fios bizarros; o importante é a coleção de livros de moda – e mais Elle’s! – arrumadinha 🙂

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s